skip to Main Content
Ligue (48) 3240-2626 ou (48) 99647-7022
Limpeza de Pele

A limpeza de pele profunda serve para remover cravos, impurezas, células mortas e milium da pele, que se caracteriza pelo aparecimento de pequenas bolinhas brancas ou amareladas na pele, principalmente, do rosto. Ela deve ser feita de 2 em 2 meses, no caso de peles normais a secas, e 1 vez por mês em peles mistas a oleosas e com cravos.

A limpeza de pele profissional pode ser feita em clínicas de estética e dura cerca de 1 hora, mas também pode ser feita uma limpeza de pele caseira.

Cuidados após a limpeza de pele

Após a limpeza de pele profissional, é necessário ter alguns cuidados durante, pelo menos, 48 horas, como não ficar exposto ao sol e não usar produtos ácidos e cremes oleosos, dando preferência por produtos calmantes e cicatrizantes da pele. Boas opções são água termal e o protetor solar facial para proteger a pele de queimaduras solares e para evitar o surgimento de manchas.

LIMPEZA

Quando não fazer

A limpeza de pele profissional não deve ser feita na pele com acne quando existem espinhas inflamadas, com aparência amarelada, porque pode agravar a acne e prejudicar a pele. Neste caso o mais indicado é ir ao dermatologista para realizar um tratamento para eliminar as espinhas, o que pode ser feito com produtos específicos para aplicar na pele ou remédios para tomar. Além disso, não deve ser feita em indivíduos com a pele muito sensível, com alergia, descamação ou rosácea.

Também não se deve fazer limpeza de pele quando a pele está bronzeada porque pode levar ao surgimento de manchas escuras na pele. Quem está fazendo tratamento com ácidos na pele, como o peeling químico ou está usando creme que contenha algum ácido também não pode fazer limpeza de pele devido ao aumento da sensibilidade da pele. O dermatologista poderá indicar quando poderá voltar a fazer limpezas de pele.

A limpeza de pele pode ser feita na gravidez, mas nessa fase é comum o surgimento de manchas na pele e por isso a esteticista poderá optar por usar produtos diferentes ou fazer uma limpeza de pele mais superficial, para não agredir a pele, evitando o surgimento das manchas escuras no rosto.

Limpeza de pele convencional

Esta é a técnica mais comum e utiliza as seguintes etapas:

A pele é, inicialmente, higienizada visando preparar a superfície. Ocorre então uma esfoliação, com produtos específicos, que têm ação abrasiva. Ou seja, ajuda a remover as células mortas de maneira suave, o que vai facilitar a extração de cravos.

O processo de remoção pode ser facilitado com a vaporização, que consiste em uma exposição curta a substâncias ou calor, sendo capaz de abrir os poros e facilitar a retirada dos cravinhos.

Em seguida, máscaras e hidratantes calmantes são aplicados para hidratar, proteger e acelerar o processo de recuperação da pele.

Apesar de simples, seus benefícios são visíveis, além disso é a mais barata. Por todos esses motivos, é a mais popular.

 

Limpeza de pele com peeling químico

A limpeza de pele associado com peeling químico é indicada para resultados otimizados, pois o procedimento intensifica a ação esfoliativa da derme.

Por isso, a aplicação de ácidos específicos ajuda na remoção de células mortas, redução da oleosidade e renovação cutânea.

 

Limpeza de pele com peeling de diamante

A limpeza de pele convencional pode ser associada ao peeling de diamante, que promove a esfoliação suave do tecido cutâneo. No procedimento, é utilizada uma caneta que faz abrasões no tecido e remove as células mortas.

Esse procedimento irá afinar a pele, promover o clareamento de manchas e até suavizar cicatrizes.

 

Limpeza de pele com hidratação

É importante destacar que toda limpeza de pele consiste em uma etapa de hidratação. No entanto, se o tecido for bastante seco, produtos específicos podem ser aplicados, dando foco nesta etapa do procedimento.

Além disso, um aparelho de ionização pode ser usado, auxiliando na hidratação profunda e melhor absorção dos cremes.

Precisa de ajuda?